diHITT - Notícias PARAneura: Agosto 2011
terça-feira, 23 de agosto de 2011 2 PARA comentar

PARA as amoras

Ei ainda estou aqui, ainda moro na mesma rua das amoras, ainda sento no banco da praça, nas tardes de sol claro.
Apareça sei que sabes achar meus passos e me encontrar aqui, nada mudou, eu sou a mesma , o lugar é o mesmo... só as as estações que mudam me lembrando que o tempo ainda passa sem você!


Minha linda branca Clara, iluminou minha alma, que esta se encheu encostando no coração.
Veloz foi o tempo que roubou tanto de mim.
Perdi meus conceitos e desejos que tu ajudará a construir.
Criei estradas sozinho e de ver tantas paisagens apaguei as amoras  com a borracha do tempo.
Não posso voltar, o vento soprou seus passos que estavam no caminho.
 Só resta pedir as estações que sequem as amoras... já não volto hoje, já não volto mais!
 
;