diHITT - Notícias PARAneura: Março 2011
quinta-feira, 31 de março de 2011 2 PARA comentar

PARA interesse

Calebe disse : não existe relações humanas sem interesse
o interesse que move, q faz as coisas acontecerem
que flui das entranhas, do eu que busca, q sente, q quer
calebe me disse que se gosta por interesse, se apaixona por interesse, se casa por interesse.
Como pode Calebe?
o dinheiro que se quer ter, ou a aventura q te proporcionas, a auto-estima q se eleva
a segurança de um pai, o prazer de um amante, ou a paixao de um adolecente!
INTERESSE!
O bem estar que te causas, o quase infarto que acontece quando se ve.
Nathalia somos movidos pelo interesse.
interesse por se sentir vivo.
Calebe vivemos pelo sopro, e cada sopro diz me interesso pela vida, se nao diz isso talves e porque já esteja morto!
1 PARA comentar

PARA massas

n querem 1 ou 2 querem saber a opiniao das massas
das gentes. querem q as massas escolham, querem saber quantos sao como vivem o que comem o q fazem nos finais de semana
querem q escolham presidentes, querem q escolham o vencedor do BBB
querem que votem, que comprem,
querem q a massa n seja 1 ou 2 querem a massa de muitos
querem a massa de lula, de dilma
de pastores q fazem milagres.
a massa burra, a massa insana
a massa que nao usa a massa cinzenta
cinzenta pelo pó
ou branca pela pureza?
massa q talves nao seja de todo modo burra
foge do cinza
ate encontrar a alva.
quarta-feira, 23 de março de 2011 0 PARA comentar

PARA citta

hum .... ele chegou , não esperava que viesse visitar, ele visitou amigos, pessoas proximas , parentes, ...
Abri-se a porta, veio na lloucura, na tristeza, na perda, nas lagrimas de luto, veio na terapia, veio no panico, se mostrou amigo, companheiro, disse que iria ajudar...
trouxe calma, mas nauseas e dor de cabeça, vontade de sumir e de parar de chorar pelo que nao se tinha remedio, a vida se remediava com o tempo... as crises .. a dor e o sofrimento só serviam para marcar o tempo presente com amargura ..
Citta amigo, citta inimigo?
incita loucura! incita a cura!
incita o medo! incita o recomeço!
citta o caminho
citta a direção
citta a alienação
citta versos
recitta movimentos
incitta a bravura
citta a vida
nao desista da vida ele diz
nao chore a toa ele diz
vomite quem te despresa
mas cintta a vida, incitta a vida, citta a vida! e diga adeus depois de tudo ao citta!!!!!!
0 PARA comentar

PARA crer

Ate onde se chega pela fé, até onde Deus requer de nós sacrificios e negações de vida ou de saúde por causa da fé.
Desde a antiquidade se busca um porque para a existencia, se procura acreditar em algo que torne nossa vida completa, com um proposito. De lá pra cá foram criadas muitas crenças, muitos ritos , muitas rezas, oraçoes, formas de elevar o homem, o tornar capaz de alcançar os céus, capaz de entrar pelos portões celestes, conseguir as virgens,se tornar fantasmas, corpos vagantes.... cada um acredita naquilo que promove sua elevaçao espiritual.
Guerras provocadas por religiao, sacrificios vivos, recusa de bens materias, autoflagelo.
Até onde a crença define sua vida e sua personalidade? e porque crer que a dor é o melhor caminho para a purificação?
perguntas... perguntas... será que alguém as consegue responder e as globalizar?
Deus homem não sofreu e trouxe purificação.... e somos puros ou acreditamos para nós livrar da culpa, autoconhecimento não pureza
alguém cre? alguém deve crer.
0 PARA comentar

PARA nuvem

nuvem , céu, estrela? coisas celestes, astros brilhantes? existencia de Deus? Fenomeno da natureza? ciencia?
terça-feira, 15 de março de 2011 0 PARA comentar

PARA águas de março

E as águas de março caíram e lavaram a cidade, as ruas, as gentes que andavam e tudo q estava na terra.
RITA pediu que as águas lavassem sua honra, sentiu um amor desmedido que arrancou dela o juizo e a fez parar de pensar e se entregar aos sonhos de uma paixão desvairada, queria esquecer e voltar a ser moça honrada como dizia seu pai.
JOSÉ pediu que as águas lavassem seu coração e através disso curassem as grandes feridas abertas por RITA que foi embora sem deixar carta, endereço ou um lenço com seu perfume para nas noites frias poder relembrar do amor que viveu e que sofreu.
MARIA pediu que as águas lavassem sua alma, estava perdida por amar mais a JOSÉ que a ela mesma e nessa condição acabar nao amando ninguém.
AS águas cairam e apesar de tantas petições nao mudou a situação de Rita, José ou Maria, ápenas caiu, deixou o dia mais frio e escuro, como o coração dos nossos personagens.
 
;